quinta-feira, 1 de maio de 2008

Guerra sem quartel

Esta não-notícia do jornal Record, que não respeita os mínimos dos mínimos do jornalismo decente, é reveladora das estratégias que guiam a acção dos dirigentes do Sporting e o incómodo que os pedidos de esclarecimento dos sócios vão causando. Sobre isto, para além do asco que me assalta, dizer que o essencial foi dito pelos King Lizards e pelo Leão da Estrela. Resta saber o que vão dizer aqueles que habitualmente são céleres em acusar os outros de divisionismo, populismo e demagogia. O pessoal do consenso, da respeitabilidade e da união.

6 comentários:

Verdão disse...

Apoiado, é uma vergonha para qualquer Sportinguista anónimo aquilo que se passou.
Quero deixar aqui bem expresso o meu apoio ao movimento Leão de Verdade em geral e ao Frederico em particular.
Abraço de Leão,
Verdão

Pantera disse...

Uma vergonha,
vocês são uma vergonha,
Uma vergooooonha,
vocês são uma vergonhaaaa

pedro-tantum disse...

nojento.
tenho algo preparado para o jogo com o boavista fiquem atentos aos varandis das entradas na curva norte.

Anónimo disse...

Revelações explosivas:

O carteiro, o Simões e outros cabrões

http://resistencia06.blogspot.com/

paulinho cascavel disse...

já entraram no jogo sujo, sim senhor.
fonha-se! nem tenho bifanas tão podres pra competir com isto...
Que vergonha

João Pedro Silva disse...

Luizinho:

A notícia é uma lástima por todas as razões e mais algumas.

Precisamente porque acho que nenhum Sportinguista é dispensável, entendo que estas iniciativas só isolam quem as pratica, e resulta num verdadeiro "tiro nos (deles) pés".

Saudações Leoninas