terça-feira, 30 de junho de 2009

Magia

Corrupção, ordenados em atraso, clubes à beira da falência, SAD's que expropriam associações desportivas e violência em jogos de juniores. Na sequência desta, quando se exigia uma resposta rápida das autoridades (?) que governam o futebol português estas abrem um processo disciplinar urgente a um dia do final da época. O que significa na prática o mesmo que não tomar decisão nenhuma. Jornais que servem mais para limpar vidros do que para pensar o desporto. E, finalmente, a cereja no cimo do bolo: um jogador que passou pelos cinco clubes que ganharam o campeonato português abre a caixa e fala abertamente de doping - inclusive na selecção. Perante o escândalo a reacção geral é de silêncio.
Face a tudo isto que o futebol sobreviva em Portugal, e nos nossos corações, só pode ser explicado por forças mágicas.
O pior é que a coisa ainda não dá ares de ter encontrado o fundo do poço.

2 comentários:

Pantera disse...

De facto também fiquei estupefacto com duas situações que referiste, a do Doping, e claro, do jogo dos júniores!
Esses temas até deviam ter posts separados tal a gravidade das situações! O silêncio quanto às palavras do Fernando Mendes, é de facto "ensurdecedor"!

Só acho que faltou um passe de mágica também: "Corrupção, ordenados em atraso, clubes à beira da falência, SAD's que expropriam associações desportivas..." mas há que viva à grande e compre sem olhar a custos.

Anónimo disse...

Mas o Dopingue já tem barbas
Só no slGalinhas até á presente data foram caçados 5
,entre os quais o último fói o Nuno Assis
é esta a verdade desportiva Made In Orelhas