sexta-feira, 12 de junho de 2009

(des)Igualdade

A propósito da não renovação de Derlei, surgiu-me no pensamento uma ligação outro caso em quase tudo idêntico, de seu nome Sá Pinto.
É factual que Derlei poderia fazer mais uma época no Sporting, seria um bom suplente. É factual que o jogador antes do fim da época anunciou o fim da sua carreira. É factual que os colegas e o treinador e a direcção foram sugerindo que reconsiderasse. É factual que Derlei mudou de opinião e decidiu não terminar a sua carreira. É factual que a direcção do Sporting com a anuência do treinador apresentou uma proposta que Derlei recusou.
Com o Sá Pinto é factual que quando decidiu terminar a sua carreira, também poderia ter feito mais uma época. É factual que o jogador antes do fim da época anunciou o fim da sua carreira. Não me recordo se os colegas sugeriram que reconsiderasse. Igualmente não me recordo que alguém da direcção ou o treinador, Paulo Bento, sugerisse que reconsiderasse. É factual que Sá Pinto mudou de opinião e decidiu não terminar a sua carreira. É factual que Sá Pinto era capitão de equipa.
É factual que Sá Pinto falou publicamente sobre o caso sugerindo que queria continuar no Sporting. É factual que a direcção do Sporting não lhe apresentou nenhuma proposta para continuar como jogador e Sá Pinto continuou a carreira fora de Portugal. É factual que a justificação para a não renovação com Sá Pinto foi explicada pelo treinador com o fundamento que este teria tomado uma opção e comunicado a mesma ao Sporting, pelo que apesar de ter mudado de ideias já não fazia parte dos planos para a próxima época.
Com base nestes factos a conclusão é que ambas as situações tiveram uma grande similitude, a diferença entre ambos os casos teve a ver com a intenção por parte do treinador do Sporting em que Derlei continuasse e com os apelos de petições públicas ao qual o "sondagens men" Rui Oliveira e Costa deu a propaganda televisiva, ao invés de Sá Pinto. Poderia argumentar-se com a questão do timing, mas tal como Sá Pinto, Derlei só reconsiderou a sua posição no fim da época.
O que se retira, subjectivamente, é que por qualquer motivo técnico e táctico o treinador queria a continuidade de Derlei e não a de Sá Pinto, ou então por qualquer outro motivo não apurado.
O meu palpite vai para um um motivo indirectamente relacionado com a autoridade do treinador, que é o facto de Sá Pinto ter sido colega de equipa do treinador. Esta ideia baseia-se nas saídas expeditas de todos os jogadores em iguais circunstâncias. A excepção de confirma a regra é o eterno suplente de guarda redes Tiago.
Foi com mágoa que vi esta situação acontecer no Sporting, não pela proposta de renovação do Derlei, mas pelo tratamento desigual que agora se veio verificar ter acontecido com Sá Pinto, que não o merecia. Merecia um tratamento igual ao do Derlei.
A suposta igualdade de tratamento foi uma alegoria.

15 comentários:

Anónimo disse...

mas isso é alguma novidade?

é mais que sabido que bento arrumou com: beto, custodio, sa pinto entre outros ...

com medo que estes lhe tirassem "autoridade" dentro do grupo.

é atitude tipica de bento, tristeza que nos arruma com os melhores jogadores: stojkovic, simon etc...

ana disse...

É factual que quem não gosta do homem se dedica a escrever romances em que, qualquer que seja o enredo e os protagonistas, o fim é sempre igual. Ou seja: a culpa é do Paulo Bento!

Yazalde disse...

Cara ana:
como disse era uma suposição minha, com base nos factos conhecidos. É sempre subjectivo, mas se tiver elementos objectivos ou ainda suposições subjectivas em que a culpa seja do Sá Pinto, ou de outro qualquer diga. Se tiver ainda outra explicação para o tratamento desigual (que não negou) diga que eu ficarei agradecido, e os Sportinguistas admiradores do Sá Pinto, decerto também.

Anónimo disse...

Porque não se calam, inúteis? Sois piores que o Chavez!!!!
Os produtos que vendem nesta roulote estão podres!!!! Pelo menos 90% deles...

ana disse...

Yazalde, ao contrário de ti, não atribuo culpas a ninguém. Eu não sei de nada. Nem gosto de dissertar sobre suposições. Embora confesse que foi na suposição de que não gostas do PB que eu escrevi o que escrevi. Ah, e adoro o Sá Pinto, e tomara eu que ocupasse o lugar do Pedro Barbosa. Atrás da secretária e no banco, ao lado dos nossos jogadores, a puxar por eles!

Yazalde disse...

Sobre o Chavez não comento, pois política só desportiva.
Sobre os produtos podres, visto ainda termos 10% que se aproveitam é sinal que ainda há esperança para nós...

Yazalde disse...

ana:

Tomara eu também que o Sá Pinto ocupasse algum lugar no departamento de futebol!
Creio, segundo rumores (mais uma vez) que tal não sucede pela maneira como saiu do Sporting.
De todo o modo a suposição sobre o não gostar de PB, é correcta. Não tenho de mudar de posição porque o presidente é outro. Contudo tenho de referir que no início quando veio para treinador principal fui um grande entusiasta de PB, o que sinceramente perdi no campeonato passado. Tenho de admitir que aprecio muito o a defesa que PB faz do Sporting, agora enquanto treinador já não o consigo admirar.
Para mim PB seria o melhor director desportivo que o Sporting poderia ter, no lugar do Barbosa.

Leão de Alvalade disse...

Yazalde:
O post é pertinente, como quase sempre.

Nos 2 episódios, e tendo em conta a escassez de recursos, acho bem que se preparasse o futuro.

E por muita simpatia que me mereça Derlei, Sá Pinto é um dos nossos, logo merecia outro adeus.

Pedro Sousa disse...

O Sá Pinto saiu mal do Sporting por culpa própria.

Sabendo que o Sporting já não contava com ele para a próxima época (por várias razões nomeadamente o estatuto que ele exigia no blaneário), ele tentou fazer pressão com os meios de comunicação ao dar a tal entrevista a dizer que ia continuar no Sporting. Isto sem informar ninguém do Sporting!

O Sá Pinto teve um final de época já em nítida queda. Lembro-me que aguentava 55 mints e depois dava o berro. Para continuar mais um ano, recebendo cerca de 20 mil contos por mês e não querendo ficar no banco, acho que o Sporting teve a melhor opcção!

Há outra diferença, que se calhar não é tão pequena. Nenhum jogador do plantel dessa altura, veio pedir a sua renovação!

Mas dizendo isto, não quero ser ingrato ao Sá Pinto. Ele deu muito ao Sporting e tal como Derlei, era um jogador de garra que dava tudo em campo. Pagou o facto de estar no Sporting, na altura do melhor momento de forma da carreira em que foi obrigado a estar um ano sem jogar! Se tivesse no Porto, seguramente ser apenas uma suspensão na selecção.

Algoncalves disse...

Foi este mesmo Derlei, que agora não quis renovar, que criticou para um jornal o comportamento de Vukcevik, em vez de tentar resolver o problema internamente. Jogador voluntarioso mas que não me deixa particular saudade.

Pedro Silva é o meu herói disse...

Tretas!!! E o Polga não foi colega do PB? E o Liedson não foi colega do PB? O mais espectacular para mim é o caso Beto. Quando estava cá, ninguem gostava dele, fazia mau balneário, etc. O que ele fez ao Custódio foi gravissimo. Ou dar um murro no colega não interessa? Assim que saiu, aqui del-rei , o PB isto e aquilo... E o Beto era dos meus preferidos!!! Ganhem juizo!!!

Pedro Sousa disse...

E o próprio Custódio também não tem lugar no Sporting. Foi muito bem vendido! Era um dos capitães mas aquele meio campo quando ele jogava era só abertas e falhas de marcação. Basta só lembrar o golo do Simão em Alvalade, em que o Custódio ficou parado a vê-lo passar.

O Sporting neste momento tem melhor defesa do que na altura do Beto. Compararando os golos sofridos no campeonato a diferença é grande!

Se Beto e Custódio fossem tão bons porquê que os dois perderam-se nas suas carreiras?!

seismilhoes-UM disse...

Creio que seria mais pertinente, e objectivo, fazer o post só com título.

»Eu não gosto do Paulo Bento».

Ficávamos elucidados, não tínhamos que ler esta treta toda, e ainda por cima, trata-se de uma opinião perfeitamente legítima.

Yazalde disse...

Pedro Sousa: obrigado por partilhar informações desconhecidas para mim.
É outra perspectiva sobre o assunto, porém interessava também saber porque ninguém da equipa pediu a sua renovação, talvez tivesse mau feitio. Quando disseram que já não contavam com ele, como sabiam quanto ele iria pedir? E com o Derlei também não sabiam quanto ele ia pedir, pelos vistos apurou-se isso.

Polga e Liedson colegas de PB? Creio que vieram no seu último ano, com Fernando Santos. É uma curiosidade acrescida, serem os dois estrangeiros. Do beto, não sei se fazia mau balneário, mas era capitão de equipa e não gostei da sua saída, antes tivesse ido o custódio. Já agora lembra-se a que se deveu o desaguisado entre eles?

Já expliquei que o Paulo Bento enquanto treinador já deixou de me fascinar, mas em que é que a situação do Sá Pinto não acabou por ser desigual? E quem o principal culpado? O Sá Pinto?
E se eu fosse um Bentiano, já era boa prosa...

Anónimo disse...

SUL BORA LA CRL
QUANDO O SA PINTO ENTRAR
TODA A CURVA VAI CANTAR...